Piranguinho é a cidade do ‘Pé de Moleque’, doce produzido artesanalmente há mais de 80 anos, reconhecido como Patrimônio Imaterial de Minas Gerais e Produto Âncora de Identidade Gastronômica do Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas, uma iguaria típica e única que confere fama internacional ao município.

A “Festa do Maior Pé de Moleque do Mundo” une a cultura mineira das festividades juninas com a tradição na produção do doce, reunindo seus produtores para confecção de um Pé de Moleque gigante, que em 2010 foi homologado pelo RankBrasil – o livro dos recordes brasileiro.

Venha saborear o Pé de Moleque de Piranguinho, vivenciar a produção familiar do doce e desfrutar das belas montanhas e da hospitalidade desta acolhedora e tranquila cidade.

Piranguinho iniciou sua história no final do século XIX. Ainda que muitos estudiosos focalizem o papel do café como único responsável pelo surto desenvolvimentista, sabe-se atualmente que a economia brasileira mostrava uma significativa diversificação.

A região onde atualmente se localiza o município de Piranguinho, até meados do século XIX, era propriedade de Leocádia de Lourenço. Com os anos, a localidade acabou se tornando alvo de interesse por parte das autoridades responsáveis em desenvolver o projeto “Rede Mineira de Viação”. Tal empreendimento visava à construção de uma estrada – de – ferro que ligasse Itajubá a Santa Rita do Sapucaí, estendendo a malha ferroviária a outras regiões do estado.

Dessa forma, inúmeros barracos de madeira e casas de pau -a -pique foram surgindo em torno da estrada para abrigar os trabalhadores da estrada de ferro, dando origem, assim, a uma pequena povoação.

Até 1913, o arraial conseguiu adquirir uma notável infra-estrutura: inaugurou-se sua primeira escola, construiu um cemitério e adquiriu água encanada e luz elétrica. Neste ano, Piranguinho transformou-se em Distrito, inaugurando seu primeiro Cartório de Paz. Em 1954, iniciou o processo de construção da rodovia que ligaria Itajubá a Poços de Caldas.

Já nos anos de 1960, iniciava um movimento de emancipação de Piranguinho: no mês de dezembro de 1962 criou-se então o município cuja sede foi elevada à cidade. Em 1963, houve a solenidade de instalação e, neste mesmo ano, ocorreu a primeira eleição municipal.

Na década de 1990 o movimento comercial já mostrava sinais de maior desenvolvimento devido ao aumento populacional urbano. Atualmente, a cidade abriga um significativo número de estabelecimentos – que inclui desde farmácias, supermercados, salões de esporte, postos de abastecimento, industrias alimentícias, de móveis e componentes elétricos, há postos de saúde – além de ruas calçadas e arborizadas. O sistema de ensino expandiu e, hoje, apresenta escolas de Ensino Fundamental, Médio e Superior.

Piranguinho, gradualmente, vem conseguindo expandir sua economia. Economicamente, o município destaca-se na agropecuária, extração vegetal e pesca. A indústria, ainda em processo de desenvolvimento, assim como muitos estabelecimentos comerciais. Outra produção de destaque é a de doces: conhecida nacionalmente como capital do pé de moleque, Piranguinho produz uma grande quantidade dessa iguaria consumida em todo o território nacional. Em 1º de abril de 2009, o processo artesanal de produção do pé de moleque de Piranguinho foi declarado “Patrimônio Cultural do Estado de Minas Gerais” pela Lei Estadual 18.057.

Prefeitura Municipal de Piranguinho

Endereço Av. Alferes Reno, 200. Centro. Piranguinho – MG.
Site: www.piranguinho.mg.gov.br
E-mail: prefeitura@piranguinho.mg.gov.br
(35) 3644-1222

Coordenadoria Geral de Turismo e Comunicação

Endereço: Av. Alferes Reno, 200.Centro. Piranguinho – MG.
Site: www.piranguinho.mg.gov.br
E-mail: turismo@piranguinho.mg.gov.br
(35) 3644-1222

Unidade Básica de Saúde

Endereço: Rua Olegário Maciel, s/n. Santa Efigênia. Piranguinho – MG.
Site: www.piranguinho.mg.gov.br
E-mail: saude@piranguinho.mg.gov.br
(35) 3644-1225

Posto da Polícia Militar em Piranguinho

Endereço: Av. Alferes Reno. Centro. Piranguinho – MG.
(35) 3644-1377

Fotos